Conhecimento das Gestantes Residentes em Comunidades Rurais Sobre o Aleitamento Materno

8 de setembro de 2022 por filipesoaresImprimir Imprimir

Analisa o conhecimento das gestantes residentes de comunidades rurais sobre aleitamento materno.


O aleitamento materno (AM) é a forma mais natural e econômica de promover a nutrição do lactente, por meio da ação protetora e preventiva do leite materno, sendo uma estratégia, que mesmo isolada, obtém resultados satisfatórios relacionados à saúde da criança. Por ser um alimento rico em anticorpos ele protege a criança de muitas doenças, dentre elas, diarreia e infecções respiratórias, também reduz o risco de reações alérgicas e outras doenças, além de promover o desenvolvimento dos músculos da face e ajudar a fortalecer a função respiratória da criança.

Conhecimento das Gestantes Residentes em Comunidades Rurais Sobre o Aleitamento Materno

Conhecimento das Gestantes Residentes em Comunidades Rurais Sobre o Aleitamento Materno. Foto: Divulgação.

Além disso, o aleitamento materno promove inúmeros benefícios biopsicossociais para as puérperas, dentre eles: redução do peso após o parto; aumento da contratilidade uterina, o que contribui para a redução das hemorragias no período pós-parto; funciona como método contraceptivo; e ainda reduz a incidência de câncer de mama e de ovário.

Nas últimas três décadas, os indicadores de prevalência de aleitamento materno e de aleitamento materno exclusivo no Brasil mostraram tendência de crescimento, com os principais benefícios observados entre 1986 e 2006, seguidos de relativa estabilização em 2013. Porém, no Brasil, a prevalência do aleitamento materno exclusivo (AME) em menores de 6 meses foi de 36,6% na última Pesquisa Nacional de Saúde.

Aleitamento materno

O aleitamento materno está inserido em um contexto social, cultural, econômico e histórico, sendo influenciado por diversos fatores, tais como: baixa escolaridade, a ausência paterna, inserção da mulher no mercado de trabalho, a própria escolha de não amamentar e a depressão pós-parto. Somado a tudo isso, ainda se percebe a falta de conhecimento das mães a respeito do aleitamento materno, que muitas vezes está relacionada ao despreparo dos profissionais em orientar as mulheres sobre essa temática durante as consultas do pré-natal.

Dessa forma, é interessante ressaltar que a falta de conhecimento e as informações distorcidas que as mães recebem sobre o aleitamento materno representam uma influência significativa na adesão e duração da amamentação, sendo consideradas como fatores determinantes para que seja bem-sucedida. Sendo assim, a forma como os profissionais de saúde e os meios de comunicação abordam a amamentação com as puérperas e familiares podem contribuir para a promoção do aleitamento materno.

Estudos que buscaram analisar o conhecimento das mães sobre amamentação, evidenciaram que as mulheres apresentam conhecimento satisfatório quanto aos benefícios dessa prática para o bebê. No entanto, outro estudo realizado em Recife sobre o conhecimento das puérperas em relação ao aleitamento materno apontou desconhecimento das mulheres sobre complicações que podem ocorrer durante a amamentação (73,3%).

No contexto das comunidades rurais, as mulheres em aleitamento materno se deparam com diversos fatores agravantes, tais como: diferenças culturais, baixa escolaridade da população, pobreza e dificuldade de acesso aos serviços de saúde. No qual, o aleitamento materno misto destaca-se dentre as práticas de auto atenção relativas à alimentação da criança do meio rural. Em que essas práticas passam entre os conhecimentos do modelo médico hegemônico e dos familiares e comunidade.

Diante do exposto, o objetivo desta pesquisa foi analisar o conhecimento das gestantes residentes de comunidades rurais sobre aleitamento materno.

Compartilhar
http://fst.uin-alauddin.ac.id/assets/file/-/slot-thailand/ https://sdm.fpik.unmul.ac.id/wp-content/uploads/2021/05/gengtoto/ https://residenciamulti.escs.edu.br/wp-content/uploads/2023/01/toto-slot-gacor/ http://cofen.gov.br/wp-content/uploads/2015/01/maxwin138/ http://cofen.gov.br/wp-content/uploads/2015/01/linetogel/ https://sdm.fpik.unmul.ac.id/wp-content/fonts/slot5000/ http://www.cofen.gov.br/wp-content/upgrade/toto-togel/ https://www.centenecenter.wustl.edu/wp-content/uploads/2020/01/datamacau/ slot5000 https://fkip.unila.ac.id/wp-content/uploads/2023/09/slot/ presidenslot http://www.cofen.gov.br/slot/ https://umkap.fkip.unila.ac.id/wp-content/uploads/2023/08/togel/ https://fkip.unila.ac.id/wp-content/uploads/2023/09/slot/ toto88 gengtoto gengtoto toto slot asiatogel meraktoto asiatogel toto slot slot maxwin slot maxwin slot maxwin https://pembinaanideologi.unesa.ac.id/produk/slotpulsa/ https://fmipa.unesa.ac.id/products/slot-qris-5000/ https://pembinaanideologi.unesa.ac.id/produk/slot88/ https://verisa.unesa.ac.id/argon/demo/products/togel-online/ https://pramuka.unesa.ac.id/product/casino/ https://pramuka.unesa.ac.id/product/toto/