- Biblioteca Virtual de Enfermagem – Cofen - http://biblioteca.cofen.gov.br -

Vacina HPV: Percepção de Adolescentes Atendidos em Uma Unidade Básica de Saúde do Amapá

A vacina contra o Papiloma Vírus Humano (HPV) previne um dos cânceres mais letais e frequentes no Brasil, por isso a vacinação contra esse vírus tornou-se ação de saúde pública importante para a prevenção do câncer de colo uterino. A primeira campanha de vacinação nacional foi realizada em 2014 e buscou mobilizar o público feminino adolescente para a imunização.

Vacina HPV: Percepção de Adolescentes Atendidos em Uma Unidade Básica de Saúde do Amapá

Vacina HPV: Percepção de Adolescentes Atendidos em Uma Unidade Básica de Saúde do Amapá.

Vacina HPV

Mesmo sendo eficaz para todos, a vacina oferecida pelo Ministério da Saúde (MS) na rede pública tem como objetivo proteger crianças e adolescentes antes do início da vida sexual, antes de serem expostos ao vírus. Para pessoas sexualmente ativas, a efetividade é menor. Quanto mais precoce for a vacinação
maiores serão os benefícios para meninas e meninos.

Autores demonstram problemas quanto à adesão dos pacientes à vacina contra o HPV e, portanto, o sucesso dessa medida de imunização esbarra em alguns fatores, tais como: o conhecimento sobre as implicações clínicas da infecção crônica do HPV, barreiras culturais na relação com as infecções sexualmente transmissíveis (ISTs), cobertura da rede de saúde, distribuição da vacina e armazenagem, aceitabilidade e mudanças dos hábitos sexuais ou preventivos para outras ISTs (preocupação destacada pelos pais quando da autorização da vacinação para seus filhos).

Educação para população

Reforça-se a necessidade de intervenções educativas para a população, com intuito de prover informação adequada sobre o HPV, medidas de prevenção e sobre a vacina. Isso significa não apenas selecionar e transmitir informações cientificamente corretas, mas fazê-lo de acordo com a capacidade de compreensão dos diferentes estratos sociais para acessarem e processarem tais informações. Este estudo destaca que a vacinação, portanto, é essencial e um avanço para prevenção do HPV e consequentemente do câncer de colo de útero, porém, sem o devido conhecimento, a adesão à vacinação é comprometida, e informações distorcidas a respeito são propagadas. Assim, o objetivo do estudo foi analisar a percepção dos adolescentes sobre a vacina HPV.

Compartilhar
[1] [2]