- Biblioteca Virtual de Enfermagem – Cofen - http://biblioteca.cofen.gov.br -

Teoria de Florence Nightingale: Aproximações Reflexivas no Contexto da Pandemia da Covid-19

Ao estabelecermos uma relação entre o atual cenário mundial e o contexto histórico de reconhecimento, controle e prevenção de doenças é possível perceber que as medidas de prevenção e controle ao novo coronavírus, de certa forma, aproximam-se aos postulados da enfermeira Florence Nightingale [1]. Em 1854, durante a Guerra da Criméia, Florence percebera que o desfecho clínico dos pacientes era diretamente influenciado pelo ambiente em que os cuidados eram prestados. Dessa forma, a higiene e os aspectos sanitários do local constituem-se em elementos determinantes para as condições de saúde das pessoas atendidas.

Teoria de Florence Nightingale: Aproximações Reflexivas no Contexto da Pandemia da Covid-19

Teoria de Florence Nightingale: Aproximações Reflexivas no Contexto da Pandemia da Covid-19.

A partir disso, ela evidenciou que uma das formas de reduzir o número de mortes de seus pacientes perpassava pela necessidade de tornar os ambientes de internação salubres, com circulação de ar, luz e limpeza, assim como a organização do cuidado; ou seja, a melhora clínica de um paciente estava intimamente relacionada a gestão das condições do (meio) ambiente. Embora sem recursos adequados, Florence desenvolveu seus próprios métodos de trabalho, utilizando os conhecimentos adquiridos nas experiências pregressas, as habilidades e as vivências práticas para gerir a administração e a organização hospitalar, na constituição da Enfermagem Moderna e na formação de um modelo educacional.

Teoria de Florence Nightingale

Com um pensamento aguçado e perspicaz para a época, fruto de sua educação aristocrática que lhe permitiu estudar vários idiomas, matemática, religião e filosofia, Nightingale tinha uma visão ampliada e singular sobre o cuidado, a qual subsidiou as bases científicas que fundamentam a ciência da Enfermagem. Assim, considerando suas exitosas contribuições, faz-se mister investir em publicações que apresentem reflexões acerca da utilização da Teoria Ambientalista na prática clínica da enfermagem, uma vez que estas são relevantes e atuais ao considerarmos o contexto da Covid-19 [2], permitindo consolidar os conhecimentos específicos da disciplina e salientar o protagonismo da Enfermagem face a esta pandemia.

Ante ao exposto, propõe-se tecer aproximações reflexivas entre o legado da Teoria Ambientalista de Florence Nightingale e as atuais discussões relacionadas ao novo coronavírus, considerando os ambientes hospitalar e comunitário. Assim sendo, objetiva-se refletir acerca das contribuições da Teoria Ambientalista de Florence Nightingale e aproximá-las das recomendações de prevenção e controle à Covid-19 [3].

Compartilhar
[4] [5]