- Biblioteca Virtual de Enfermagem – Cofen - http://biblioteca.cofen.gov.br -

Significado Atribuído Pela Equipe de Enfermagem Sobre Espiritualidade no Processo de Morte do Paciente Oncológico

Quando se trata de pacientes oncológicos em processo de morte, o cuidado em saúde envolve além do controle de sinais e sintomas, a valorização de questões psicossociais e espirituais. Nessa perspectiva, a assistência compreende o transcendental, ou seja, a dimensão da espiritualidade. Nesse contexto, destaca-se o cuidado de enfermagem que age tanto na subjetividade, no físico, quanto na espiritualidade por estar comprometido com a multidimensionalidade da pessoa sob os seus cuidados.

Significado Atribuído Pela Equipe de Enfermagem Sobre Espiritualidade no Processo de Morte do Paciente Oncológico

Significado Atribuído Pela Equipe de Enfermagem Sobre Espiritualidade no Processo de Morte do Paciente Oncológico. Foto: Divulgação

Significado de espiritualidade

Baseado na Teoria Histórico-Cultural de Vygotsky, a partir de ferramentas mediadoras, tornou-se possível a construção do sentido e consequentemente, do significado de espiritualidade [1] para a equipe de enfermagem diante do paciente oncológico em processo de morte. O objetivo foi construir o significado de espiritualidade para a equipe de enfermagem frente ao processo de morte dos pacientes oncológicos.

Estudo fundamentado na Teoria Histórico-Cultural de Vygotsky, utilizando a abordagem qualitativa, do tipo descritiva e exploratória. A pesquisa ocorreu na instituição que presta serviços em oncologia, localizada em um município da Zona da Mata Mineira, referência na prevenção, diagnóstico e tratamento do câncer, que teve como público alvo, a equipe de enfermagem que assiste ao paciente oncológico em processo de morte, totalizando 12 profissionais. Foram realizadas duas entrevistas, uma estruturada seguida de uma semiestruturada. Com respeito aos preceitos éticos, conforme previsto na Resolução n.º 466, 12/12/2012 e também na resolução do Conselho Federal de Enfermagem nº 564/2017 [2]. A análise dos dados seguiu as orientações metodológicas de Minayo, fundamentadas pelo referencial teórico Histórico-Cultural de Vygotsky.

Paciente oncológico

A pesquisa resultou três categorias: sentido da morte para o profissional de enfermagem que vivencia o cuidado ao paciente oncológico; sentido da integralidade da assistência de enfermagem diante do processo de morte do paciente oncológico; cuidado espiritual e sentido da espiritualidade para o profissional de enfermagem diante do paciente oncológico em processo de morte. O sentido de espiritualidade constituiu-se em bem-estar do paciente, familiar e acompanhante, bem como em conforto e melhor aceitação da ocorrência da morte durante o trabalho da equipe de enfermagem no campo da oncologia.

E mediante o sentido pôde-se alcançar a construção do significado de espiritualidade, pautado na mudança intrínseca que move cada ser humano e o mundo ao seu redor, bastando ao sujeito, em especial, a equipe de enfermagem, se permitir ser transformada e transformar o cuidado ofertado àquele que dispensa toda confiança a ele, ser profissional e preferivelmente, ser humano.

Compartilhar
[3] [4]