- Biblioteca Virtual de Enfermagem – Cofen - http://biblioteca.cofen.gov.br -

Saúde Digital: Uma Estratégia Para Manter a Assistência à Saúde de Pessoas Que Vivem com Doenças Não Transmissíveis Durante a Pandemia de Covid-19

A área da saúde digital está se expandindo rapidamente. E há um grande potencial para aplicar essas estratégias e abordagens à prestação de cuidados para pessoas que vivem com doenças não transmissíveis (DNTs [1]), principalmente quando os serviços de saúde são interrompidos. Como observado durante a pandemia de COVID-19 [2].

Saúde Digital: Uma Estratégia Para Manter a Assistência à Saúde de Pessoas Que Vivem com Doenças Não Transmissíveis Durante a Pandemia de Covid-19

Saúde Digital: Uma Estratégia Para Manter a Assistência à Saúde de Pessoas Que Vivem com Doenças Não Transmissíveis Durante a Pandemia de Covid-19.

As doenças não transmissíveis (DNTs) são a principal causa de morte e incapacidade em todo o mundo. O controle eficaz dessas doenças crônicas depende em grande parte de serviços continuados. Responsivos. Acessíveis e de qualidade. Além de engajamento e autocontrole satisfatórios por parte dos pacientes. A saúde digital. Em especial as teleconsultas médicas. Os prontuários eletrônicos e as prescrições eletrônicas. Já demonstrou ser vantajosa para assegurar a continuidade da assistência. Principalmente quando os serviços são interrompidos. Além do monitoramento e da avaliação de intervenções em DNTs.

Quais são os principais benefícios das soluções digitais para o controle das DNTs durante a pandemia de COVID-19?

A função primária da saúde digital é ajudar a manter a continuidade dos serviços durante o período de transmissão comunitária da COVID-19. Além de atuar como uma plataforma para melhorar a comunicação entre provedores e pacientes e de reforçar a continuidade da assistência para pessoas com DNTs. A vigilância efetiva e a prestação de serviços de saúde usando soluções digitais têm um efeito positivo sobre a qualidade de vida dos pacientes que sofrem de doenças crônicas. As soluções digitais promovem maior nível de autonomia e autocuidados e conseguem um nível mais alto de adesão aos tratamentos.

Saúde Digital

O uso das soluções digitais está transformando a maneira de prover serviços de saúde durante a pandemia e está modificando drasticamente o modo de operação dos sistemas de saúde com um todo. Do ponto de vista dos pacientes. Essas soluções capacitam-nos a assumir um papel mais ativo no controle da doença e evitar interrupções de tratamento decorrentes do fechamento de estabelecimentos. Além de oferecerem uma alternativa a consultas em clínicas durante a transmissão comunitária de COVID-19. Do ponto de vista do sistema de saúde. Os provedores têm conseguido interagir com seus pacientes remotamente. Atualizar os prontuários eletrônicos dos pacientes (PEP) e até mesmo solicitar uma segunda opinião de especialistas. As soluções digitais estão diminuindo o uso desnecessário de serviços presenciais. Ao mesmo tempo em que asseguram a prestação de serviços e atendem às diretrizes de saúde pública sobre distanciamento físico e isolamento domiciliar.

Esta ficha informativa resume alguns exemplos de como ferramentas digitais de saúde foram aplicadas ao controle das DNTs para a estimular a adoção de abordagens semelhantes que ajudarão a assegurar a continuidade da assistência e apoiar o autocontrole dos que vivem com DNTs.

Compartilhar
[3] [4]