- Biblioteca Virtual de Enfermagem – Cofen - http://biblioteca.cofen.gov.br -

Representação Social de Idosos Institucionalizados Sobre os Benefícios e Malefícios das Vacinas

O fenômeno de envelhecimento populacional tem atingido todo o mundo. Em 2017, o Brasil alcançou o número de 30,2 milhões de idosos, caracterizado por um crescimento deste grupo de 18% em cinco anos. As transformações sociais que refletem na organização familiar, como por exemplo, a mulher cada vez mais envolvida no mercado de trabalho, é um fator que tem gerado a procura pelas famílias de idosos, por Instituições de Longa Permanência para Idosos (ILPI), as quais são uma alternativa de moradia para esse grupo populacional.

Representação Social de Idosos Institucionalizados Sobre os Benefícios e Malefícios das Vacinas

Representação Social de Idosos Institucionalizados Sobre os Benefícios e Malefícios das Vacinas.

O cuidado à saúde de idosos institucionalizados não deve ser negligenciado, principalmente quando se pensa a ausência de familiares na maior parte do tempo. As profissões da área da saúde que se ocupam frequentemente nas ILPI, como a Enfermagem, devem se apropriarem da atenção aos idosos, no sentido de fornecerem um cuidado de qualidade à saúde. É preciso que os profissionais estejam atentos para identificarem as demandas desta população e os riscos de danos à saúde, que podem aumentar ainda mais, se houver indisposição dos idosos a aderirem a práticas essenciais para a proteção da saúde, como a vacinação. A representação dos idosos sobre os benefícios e malefícios das vacinas, pode ser constituída por motivações que os influenciam diretamente na tomada de decisão, quanto a adesão à vacinação.

Não adesão à vacina

Uma pesquisa realizada com idosos não institucionalizados sobre a vacina Influenza, apontou algumas causas de não adesão à vacina por esta população, dentre essas, o medo de morrer e de ocorrer reações adversas. Também, evidenciou-se em outra pesquisa que, de um total de 100 idosos, apenas 42% possuem carteira de vacinação e, dentre estes, somente 2,3% possuem o esquema vacinal completo.

Sabendo-se que a vacinação é importante para a saúde, destaca-se o papel da Enfermagem e dos demais profissionais de saúde, em orientar os idosos quanto ao êxito das vacinas e seus reais efeitos, contribuindo para maior adesão dos idosos à vacinação.

Benefícios e malefícios das vacinas

Considerando a existência de diversas pesquisas com idosos não institucionalizados sobre vacinação e que há muitos idosos que residem em instituições, despertou-se o interesse em compreender a representação dos idosos institucionalizados sobre a temática, principalmente, os benefícios e malefícios dos imunobiológicos para este grupo. Portanto, os objetivos deste estudo são conhecer e analisar a Representação Social dos idosos residentes em ILPI sobre os benefícios e malefícios das vacinas.

Compartilhar
[1] [2]