22/01/2018

Planta Física Dos Abrigos De Resíduos Químicos Perigosos Da Atenção Hospitalar

Avalia as especificações da planta física dos abrigos de resíduos químicos perigosos gerados em hospital.

O funcionamento das organizações hospitalares envolve atividades que dependem de produtos químicos específicos. Como medicamentos. Esterilizantes. Desinfetantes. Solventes. Conservantes. Gases, entre outros. Consequentemente, o uso desses produtos químicos 24 horas, em 365 dias do ano, geram, no decorrer da assistência, os chamados Resíduos Químicos Perigosos (RQP).

biblioteca virtual de enfermagem - cofen - coren - Hospitais de Ensino, Resíduos Químicos, Saúde Ocupacional, Saúde Pública, Saúde Ambiental

O que são Resíduos Químicos Perigosos

Segundo a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA). Os RQP são resíduos contendo substâncias químicas que podem apresentar risco à saúde pública ou ao meio ambiente. Dependendo de suas características de inflamabilidade, corrosividade, reatividade e toxicidade. Sendo os mesmos:

Produtos antimicrobianos, citostáticos, antineoplásicos, esterilizantes, desinfetantes e demais produtos considerados perigosos, conforme classificação da NBR 10.004 da ABNT (tóxicos, corrosivos, inflamáveis e reativos).

Segundo a Resolução ANVISA nº 306/2004, que dispõe sobre o Regulamento Técnico para o Gerenciamento de Resíduos de Serviços de Saúde, todo gerador de RSS deverá elaborar um Plano de Gerenciamento de Resíduos de Serviços de Saúde (PGRSS).

Onde ocorre o armazenamento

No campo de estudo, o armazenamento temporário se dá em pequenas salas dentro dos próprios setores, onde são abrigados também os coletores de resíduos dos Grupos A (infectantes) e E (perfurocortantes). Tal situação desfavorece uma adequação segundo as normas para todos os grupos.

Em relação ao abrigo externo do hospital, o mesmo vem ocorrendo em um galpão separado do prédio do hospital, porém próximo ao mesmo, onde os galões ficam distribuídos no chão ou sobre tablados sem separação por tipos de RQP de xilol, formaldeído, ortoftaldeído, reagentes, ácidos e outros resíduos de produtos químicos.




    revista_enfermagem
    munean
    anais_cbcenf