- Biblioteca Virtual de Enfermagem – Cofen - http://biblioteca.cofen.gov.br -

Otimização dos Cuidados Intensivos na Assistência ao Paciente com Covid-19

As Unidades de Terapia Intensiva (UTI [1]) se constituíram em cenários de destaque frente à pandemia, considerando a necessidade de suporte tecnológico e de cuidados avançados aos pacientes com Corona Virus Disease (COVID-19 [2]). A infecção por Severe Acute Respiratory Syndrome Coronavirus 2 (SARS-CoVv-2) pode desencadear condições clínicas graves, que acometem todas as funções vitais, não se restringindo apenas ao sistema respiratório. Aproximadamente cinco por cento das infecções comprovadas necessitam cuidados críticos em UTI, com equipamentos tecnológicos específicos e profissionais habilitados para realizar os cuidados com segurança.

Assistencia-Paciente-Covid-19

Otimização dos Cuidados Intensivos na Assistência ao Paciente com Covid-19.

Otimização dos Cuidados Intensivos

Nesse contexto, são inúmeros os desafios para os trabalhadores da saúde, especialmente aqueles que mantêm contato contínuo com o paciente no período de tratamento intensivo. Aos enfermeiros é exigida a capacidade de inovação, de tomada de decisões e de liderança para criar condições mais favoráveis à implementação dos cuidados na assistência ao paciente com COVID-19.

Nesse sentido, objetiva-se refletir acerca das estratégias para a otimização dos cuidados intensivos na assistência ao paciente com COVID-19.

Suporte para os profissionais

Para garantir a força de trabalho qualificada e suficiente para atender a demanda pandêmica é necessário estabelecer estratégias de apoio para os profissionais da saúde. A complexidade clínica da COVID-19 potencializou a importância de capacitações, por meio de simulações práticas sobre biossegurança [3] e protocolos de tratamento. Além disso, o monitoramento do desgaste emocional e físico vivenciado pelos profissionais é essencial frente à magnitude dessa experiência, que se intensifica na UTI pelo quantitativo de pacientes graves de várias faixas etárias, o dinamismo do cuidado e a alta taxa de letalidade letalidade. Condição agravada pela precariedade de serviços de suporte e apoio para gerenciar depressão, ansiedade, medo e sofrimento psicológico advindos da vivência deste contexto.

Compartilhar
[4] [5]