O Laboratório De Enfermagem e a Formação Crítica Do Enfermeiro: Uma Reflexão

19 de fevereiro de 2019 por Imprimir Imprimir


A formação de enfermeiros competentes, críticos e capazes de responder às necessidades de saúde da população, afinal os preceitos éticos e legais da profissão exige preparação cuidadosa, permeada de compromisso social. Nessa direção como resultado de um arcabouço de saberes teóricos e práticos, de diversas ordens e natureza, é acionado e múltiplos atores, recursos, dispositivos e cenários.

Ainda que destaquemos o laboratório de enfermagem como essencial à formação de enfermeiros, presente desde a iniciação às práticas para o cuidado de enfermagem, à medida que os estudantes vão avançando no seu processo de tornarem-se enfermeiros.

Leia Mais:

O Laboratório de enfermagem

Nesse sentido, constitui-se a dinâmica de idas e vindas próprias à construção do conhecimento e ao propósito de desenvolvimento das competências gerais e específicas necessárias ao exercício profissional comprometido, crítico e socialmente referenciado.

Pensamos o laboratório de Enfermagem para além de simples espaço de desenvolvimento de habilidades. Ancoradas na Pedagogia Crítica, em Paulo Freire, trataremos o laboratório de enfermagem como um cenário/dispositivo que favorece a situação pedagógica. Com intuito de medir o processo ensino aprendizagem e contribuir para a formação de sujeitos comprometidos com a transformação da realidade social.

Compartilhar