- Biblioteca Virtual de Enfermagem – Cofen - http://biblioteca.cofen.gov.br -

Infecção do Trato Urinário Associada ao Cateter: Fatores Associados e Mortalidade

As infecções do trato urinário (ITU [1]) são complicações frequentes da assistência à saúde. No Brasil, a ITU é responsável por 35 a 45% das infecções relacionas à assistência à saúde (IRAS) em pacientes adultos.

Infecção do Trato Urinário Associada ao Cateter: Fatores Associados e Mortalidade

Infecção do Trato Urinário Associada ao Cateter: Fatores Associados e Mortalidade. Foto: Divulgação

Sabe-se que a cateterização urinária de longa permanência, também conhecida como “cateterização de demora”, é um dos principais fatores de risco para o desenvolvimento de ITU. Aproximadamente 75% dos casos de ITU são associados a cateter (ITU-AC) e à frequência do uso deste dispositivo varia de 15 a 25% entre pacientes hospitalizados, podendo atingir até 88,9% na terapia intensiva.

Entretanto, a infecção do trato urinário atribuída ao cateter de longa permanência apresenta um alto potencial de prevenção por meio de estratégias simples e eficazes baseadas em evidências. A equipe de enfermagem ocupa papel central na prevenção e controle das ITUAC, uma vez que a cateterização urinária é uma prática exclusiva do enfermeiro e a manutenção é garantida por ações desempenhadas pelos técnicos de enfermagem sob supervisão do enfermeiro.

Infecção do Trato Urinário Associada ao Cateter

Portanto, é fundamental que haja a sensibilização e o envolvimento da equipe de enfermagem [2] para que o conjunto de intervenção de prevenção de ITU-AC seja implementado visando a efetiva segurança do paciente. O direcionamento do planejamento de atividades educativas e das ações assistenciais de enfermagem para a prevenção da ITU-AC depende do conhecimento dos fatores associados ao desenvolvimento desta infecção e as complicações relacionadas ao uso do dispositivo.

Em levantamento bibliográfico realizado em bases de dados científicos nacionais e internacionais no contexto das infecções do trato urinário, foram encontrados muitos estudos que abordam a temática das infecções urinárias relacionadas ao sexo feminino, período gravídico e em pacientes graves sendo escassas as pesquisas atualizadas que abordam os fatores de risco e a mortalidade associada à esta infecção no âmbito da hospitalização.

Considerando a escassez de pesquisas atualizadas que avaliaram os fatores associados ao desenvolvimento de ITU-AC e a mortalidade destes pacientes, este estudo apresentou a seguinte pergunta de pesquisa: quais os fatores envolvidos no desenvolvimento da ITU-AC e qual a associação desta infecção com a mortalidade?

Diante do exposto, o objetivo desse estudo foi identificar os fatores associados ao desenvolvimento de ITU-AC e a mortalidade entre pacientes em uso de cateter urinário durante internação em hospital universitário.

Compartilhar
[3] [4]