- Biblioteca Virtual de Enfermagem – Cofen - http://biblioteca.cofen.gov.br -

Facebook: Uma Rede Para a Enfermagem

O Facebook é o maior site de rede social do mundo e uma importante ferramenta de comunicação. A maneira como os profissionais de enfermagem utilizam-no pode acarretar implicações éticas e legais para si e para as instituições de saúde.

Facebook: Uma Rede Para a Enfermagem

Facebook: Uma Rede Para a Enfermagem.

Esta publicação tem o objetivo de conhecer as representações sociais de enfermeiros sobre o uso do Facebook por profissionais de enfermagem. Metodologia: Trata-se de estudo qualitativo realizado com doze enfermeiros do Estado de São Paulo por meio de entrevista com questões norteadoras. Após a aprovação do Comitê de Ética em Pesquisa, houve a obtenção dos depoimentos que foram gravados, transcritos e analisados de acordo com o Discurso de Sujeito Coletivo com fundamentação na Teoria das Representações Sociais de Serge Moscovici.

Após a análise emergiram cinco Ideias Centrais e seus respectivos Discursos do Sujeito Coletivo: O Facebook como ferramenta de comunicação do profissional de enfermagem; A imaturidade do profissional de enfermagem no uso do Facebook; A fragilidade da ética do profissional da enfermagem no uso do Facebook; A prudência como virtude do profissional de enfermagem no uso do Facebook e O uso do Facebook como instrumento gerencial.

Conclusões

O Facebook é um importante instrumento de comunicação que contribui, em decorrência de seu uso, na geração de representações sociais da enfermagem. A imagem que o uso do Facebook tem consolidado do profissional da área é de imaturidade no uso da rede social e fragilidade ética pela possibilidade de quebra de privacidade e de confidencialidade. Essa última pode estar relacionada à falta de discussões e reflexões durante a formação e prática profissional e ao fato de ser um meio de comunicação relativamente novo que carece de divulgação de regulamentações. Os enfermeiros percebem tal situação e reconhecem a necessidade de desenvolver a prudência como virtude ética. Para tanto, recomendam ações, a fim de evitar possíveis infrações éticas, pautadas nos princípios éticos e no Código de Ética da Enfermagem [1], além de alertarem que essa mídia social tem sido cada vez mais utilizada como instrumento de análise para recrutamento e gerenciamento de recursos humanos na área.

Compartilhar
[2] [3]