- Biblioteca Virtual de Enfermagem – Cofen - http://biblioteca.cofen.gov.br -

Eventos Adversos e Outros Incidentes na Unidade de Terapia Intensiva Neonatal

O processo de cuidar não é isento de riscos. Muitas vezes ocorrem danos de diferentes graus de gravidade, mesmo que a intenção tenha sido fornecer benefícios ao paciente. Os pacientes em condições clínicas mais graves, submetidos a múltiplas intervenções, e que permanecem mais tempo no hospital são mais propensos a sofrer efeitos indesejados do cuidado ofertado. Esses efeitos indesejados são denominados de incidentes e são definidos como eventos ou circunstância que poderiam ter resultado, ou resultaram em dano desnecessário ao paciente, advindos de atos não intencionais ou intencionais.

Leia Mais:

Incidentes nas Unidades de Terapia Intensiva Neonatal

Os incidentes podem ser sobretudo com danos ao paciente, definidos como Eventos Adversos (EA), e resultam da intervenção da equipe de saúde, em vez de decorrer da própria condição subjacente do paciente. Alguns EA são resultantes de erros. Erros são compreendidos como a não realização de uma ação planejada (erro de execução) ou a aplicação de um plano errado (erro de planejamento), e consistem em eventos adversos evitáveis. Outros EA, não provenientes de erros, não são evitáveis, como exemplo, danos em pacientes provocados por medicações corretamente prescritas e administradas.

Essa situação parece mais grave quando se trata de recém-nascidos de muito baixo peso e de menor idade gestacional  em condições críticas. Esses são os de maior atenção internados em Unidades de Terapia Intensiva Neonatal (UTIN).

Compartilhar
[4] [5]