- Biblioteca Virtual de Enfermagem – Cofen - http://biblioteca.cofen.gov.br -

A Espiritualidade e o Cuidar em Enfermagem em Tempos de Pandemia

A COVID-19 é uma doença que nos confronta com a morte e com as questões que são inerentes à esta. A maioria das mortes são inesperadas e agudas e os profissionais que estão na linha de frente devem ser cuidados para evitar colapso físico e mental, uma vez que sua afetação pode interferir no desfecho clínico dos pacientes. Nesse contexto, os suportes físico, psíquico e espiritual devem ser levados em consideração. Com relação ao suporte espiritual, percebe-se atualmente a grande influência que a religiosidade e a espiritualidade apresentam sobre a vida dos indivíduos. As questões espirituais e religiosas são capazes de influenciar na forma com que estes se relacionam com os outros, na sua forma de pensar e até mesmo na maneira de lidar com questões do cotidiano, como por exemplo, a Pandemia da COVID-19 [1] que assola não só o Brasil, mas o mundo, e expõe os profissionais da saúde ao vírus e ao adoecimento, além de vivenciar muitos óbitos durante seu labor.

A Espiritualidade e o Cuidar em Enfermagem em Tempos de Pandemia

A Espiritualidade e o Cuidar em Enfermagem em Tempos de Pandemia.

Igualmente ao número de casos da COVID-19, tem aumentado em grande escala o reconhecimento de ferramentas que auxiliem no enfrentamento das situações estressantes que podem ser trazidas pela doença. Quando a saúde é gravemente afetada, as pessoas comumente recorrem à religiosidade/espiritualidade, em busca de conforto e recursos para lidar com a situação.

Espiritualidade e o Cuidar em Enfermagem

Enquanto que a religiosidade está relacionada à ideia de comunidade, a alguma atividade ritualística e à doutrina religiosa, a espiritualidade se relaciona a uma força interior do indivíduo, à construção de sentido para as diversas situações da vida. É intrínseca ao ser humano, e não necessariamente, depende das experiências religiosas e da religiosidade.

Entende-se que os profissionais da saúde lidam diariamente não somente com o medo da morte, mas também com as incertezas relacionadas ao tratamento eficaz, às formas de diagnóstico seguro, uso adequado correto e racional dos Equipamentos de Proteção Individual (EPI [2]), influenciando, assim, na saúde mental destes, sobretudo dos profissionais de enfermagem que vem sendo elencados como aqueles que estão na linha de frente no combate à COVID-19. Tais condições de trabalho a que estão expostos os profissionais da saúde, em especial os de Enfermagem, tem afetado além de sua saúde mental a sua espiritualidade, levando-os a desmotivação de modo a influenciar de maneira direta no cuidado de si e do outro que necessita.

Profissionais de Enfermagem

Analisando-se o cuidado prestado por profissionais de Enfermagem [3], foi observado que estes por diversas vezes apresentam sentimentos espirituais que podem ser capazes de potencializar um cuidado humanizado e integral. O fortalecimento e a identificação desses sentimentos auxiliam a equipe a lidar com o sofrimento psicológico oriundo do ambiente de trabalho, sobretudo aqueles mais estressores.

Evidenciando as questões relacionadas à atualidade do tema e levando-se em conta as questões relacionadas à espiritualidade para a enfermagem, na perspectiva de explorar esse assunto diante da pandemia atual, este estudo teve como objetivo refletir sobre a espiritualidade como suporte para o profissional de enfermagem em tempos de pandemia, durante o cuidado prestado à clientela.

Compartilhar
[4] [5]