- Biblioteca Virtual de Enfermagem – Cofen - http://biblioteca.cofen.gov.br -

Enfermagem na Pandemia da COVID-19: Análise de Reportagens à Luz da Teoria do Reconhecimento

A Enfermagem, no Brasil, alicerça o Sistema Único de Saúde (SUS [1]), representando mais da metade dos 3,5 milhões de trabalhadores com atuação no setor saúde. Trata-se de uma categoria de trabalhadores da saúde dedicada à realização de cuidados na promoção, prevenção, proteção, recuperação e reabilitação da saúde.

Enfermagem na Pandemia da COVID-19: Análise de Reportagens à Luz da Teoria do Reconhecimento

Enfermagem na Pandemia da COVID-19: Análise de Reportagens à Luz da Teoria do Reconhecimento.

Embora desempenhe ações essenciais à saúde brasileira, esta categoria ainda enfrenta desafios diários que comprometem a qualidade de vida e saúde destes profissionais, tais como a ausência de uma carga horária mais humana, de uma política salarial mais justa e de melhores condições de trabalho. Destarte, para que os profissionais de enfermagem avancem, precisa-se reforçar sua identidade profissional, tanto no âmbito da própria categoria, como socialmente, reconhecendo-se o papel da mídia nesse processo. Em sentido contrário, partindo da compreensão de que as matérias se tornam mais vendáveis e de interesse público quando reportam fatores impactantes, existe um enfoque de temáticas inerentes a área da saúde associada a aspectos negativos desta.

Enfermagem na Pandemia da COVID-19

Assim sendo, questiona-se: como as notícias veiculadas pela imprensa brasileira estão contextualizando a Enfermagem frente à pandemia da COVID-19 [2]? Apropriar-se das representações publicadas pela imprensa jornalística no Brasil em meio ao processo da pandemia da COVID-19 possibilita espelhar-se dos olhares que a Enfermagem recebe enquanto categoria profissional da saúde engajada no combate ao vírus e melhoria das condições de vida e saúde da população.

Tal perspectiva condiz também com o momento vivenciado pela enfermagem internacionalmente, por meio da campanha Nursing Now, que defende, entre outros, o partilhar de boas práticas de enfermagem, o incentivo à maiores investimentos na força de trabalho da enfermagem e a realização de pesquisas que ajudem a determinar onde os enfermeiros apresentam maior impacto.

Objetivou-se, então, analisar, sob o enfoque da Teoria do Reconhecimento, a prática da Enfermagem frente à pandemia da COVID-19 veiculado na imprensa brasileira.

Compartilhar
[3] [4]