- Biblioteca Virtual de Enfermagem – Cofen - http://biblioteca.cofen.gov.br -

Projeto Acolher: Um Encontro da Enfermagem Com o Adolescente Brasileiro

Este trabalho visa promover um encontro da Enfermagem com o adolescente brasileiro. Reduzindo a sua morbimortalidade e desconstruindo os mitos de que atender adolescentes é trabalhoso, e que é necessário alta qualificação para fazê-lo. Com profissionais sensibilizados, que saibam acolher os adolescentes e identificar os problemas mais prevalentes nessa faixa etária, teremos uma atenção básica mais resolutiva, referenciando apenas os casos que exijam maior complexidade de atenção.

Enfermagem com o adolescente brasileiro

A partir da parceria com o Ministério da Saúde [1] – Secretaria de políticas de Saúde – Área de Saúde do Adolescente e do Jovem, a ABEn [2], lançou-se no projeto de construir esta publicação, buscando tanto incentivar a produção científica, como divulgar práticas e reflexões criativas sobre uma área de trabalho tão cara e tão importante: a saúde do adolescente [3]. Deste modo, realizou-se um duplo objetivo: retratar a realidade e tornar visível e acessível, a um
contingente maior de trabalhadores, uma parcela do conhecimento produzido nesta área.

Enfermagem com o adolescente brasileiro

Qualificando melhor a base de sustentação da atenção á adolescência e aumentando o número de profissionais sensibilizados. A ASAJ prevê a melhoria da assistência à saúde dos adolescentes brasileiros, porque “promover o desenvolvimento saudável da juventude é um dos mais importantes investimentos que uma sociedade pode fazer. É preciso entender que o jovem não é um problema, mas a solução. O preço social e econômico a pagar, quando a nação deixa de fazê-lo, é muito alto”. (Saúde e Desenvolvimento da Juventude Brasileira – Construindo uma Agenda
Nacional, ASAJ/M.S, 1999.)

Assim, cumprindo com um dos compromissos assumidos no desenvolvimento do referido Projeto, apresentamos, nesta obra, um pouco do que vem sendo produzido nessa área pelos trabalhadores da Enfermagem.

O que de melhor podemos falar desta obra é que ela tem o jeito e a expressão da enfermagem brasileira. Pois mostra nossos anseios, questionamentos e sonhos, ao mesmo tempo que nossas capacidades, criatividade e, principalmente, nossa sintonia com o tempo que ai está.

Compartilhar
[4] [5]