- Biblioteca Virtual de Enfermagem – Cofen - http://biblioteca.cofen.gov.br -

Cuidados de Enfermagem à Gestante Internada Com Pré-eclampsia na Percepção da Equipe de Enfermagem

Pesquisa qualitativa, exploratório-descritiva, que teve por objetivos: conhecer as percepções sobre os cuidados de enfermagem prestados à gestante [1] com pré-eclampsia, internada no Centro Obstétrico, na percepção da equipe de enfermagem; conhecer a produção científica desenvolvida em âmbito nacional e internacional sobre os cuidados de enfermagem à gestante com pré-eclampsia; construir um plano de cuidados de enfermagem à gestante com pré-eclampsia internada no centro obstétrico com base nas informações da equipe de enfermagem e literatura.

Cuidados de Enfermagem à Gestante Internada Com Pré-eclampsia na Percepção da Equipe de Enfermagem

Cuidados de Enfermagem à Gestante Internada Com Pré-eclampsia na Percepção da Equipe de Enfermagem. Foto: Divulgação

Gestante Internada Com Pré-eclampsia

O estudo foi realizado no Centro Obstétrico da Maternidade do Hospital Universitário do sul do país, com 11 profissionais; dentre eles, cinco técnicos de enfermagem e seis enfermeiras (três obstetras, duas generalistas e uma residente da saúde da mulher e da criança). A coleta de dados ocorreu após aprovação do Comitê de Ética em pesquisa com seres humanos, de acordo com a Resolução 466/12, por meio de entrevistas, no período de novembro a dezembro de 2015.

A análise seguiu as etapas de pré-análise, exploração de material, tratamento dos resultados e interpretação dos dados, propostas por Minayo. Os resultados são apresentados em dois manuscritos e um plano de cuidados. No primeiro manuscrito foi possível identificar, nos artigos brasileiros, predominância dos aspectos relacionados à humanização e acolhimento direcionados à mulher com pré-eclâmpsia. Já os artigos e guidelines internacionais na sua maioria centraram-se mais em aspectos biológicos e técnicos, trazendo evidências científicas. Houve divergências relativas de condutas entre as bibliografias nacionais e internacionais e destas com o adotado na prática, relativas ao repouso relativo e absoluto, aferição da pressão arterial (posição, braço, intervalo de verificação).

Bem-estar da mulher e bebê

Houve unanimidade das referências em relação a garantia do bem-estar da mulher e bebê e necessidade de um cuidado especializado e qualificado à mulher com pré-eclâmpsia. Percebe-se uma lacuna no campo científico de pesquisas qualitativas e quantitativas nesta temática na enfermagem. O segundo manuscrito desvela que há divergências na realização dos cuidados, sobretudo na verificação dos sinais vitais, repouso, dieta e informações insuficientes sobre as síndromes hipertensivas e cuidados pelos profissionais, ratificando a necessidade de problematizar a temática e propiciar a capacitação da equipe de enfermagem. Revela limitações administrativas e estruturais que têm influências na assistência prestada à gestante, podendo ser revertidos com o apoio da gestão da instituição e com a criatividade da equipe. Em relação ao plano de cuidados, foi possível estabelecer um plano de cuidados assistenciais para melhorar a qualidade do atendimento, dando suporte e embasamento teórico para o profissional de enfermagem atuar diante de mulheres que apresentam pré-eclâmpsia.

O estudo propicia a ampliação de saberes na área; aprimoramento técnico dos enfermeiros; a construção de proposta de cuidados embasada nas boas práticas para as mulheres com pré-eclâmpsia, qualificando o cuidado e satisfazendo a mulher e seu acompanhante.

Compartilhar
[2] [3]