- Biblioteca Virtual de Enfermagem – Cofen - http://biblioteca.cofen.gov.br -

Compreendendo o Atendimento Prestado Por Equipe Multiprofissional em Centro de Atenção Psicossocial na Percepção Familiar

Atualmente, os Centros de Atenção Psicossocial (CAPS [1]) constituem exemplo da implementação de políticas públicas em saúde mental que privilegiam a transição do modelo hospitalocêntrico para uma perspectiva holística. A assistência ofertada por estes contempla cuidados integrais ao paciente e à sua família, contribuindo na recuperação e na reintegração social do indivíduo, sendo instrumentos centrais na proposta de reforma da assistência psiquiátrica no Brasil.

Compreendendo o Atendimento Prestado Por Equipe Multiprofissional em Centro de Atenção Psicossocial na Percepção Familiar

Compreendendo o Atendimento Prestado Por Equipe Multiprofissional em Centro de Atenção Psicossocial na Percepção Familiar. Foto: Divulgação

Neste contexto, o Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas (CAPS AD), conforme portaria n° 3.088/2011 [2], atua sob a ótica interdisciplinar e realiza atendimento às pessoas com transtornos mentais graves e persistentes e às pessoas com necessidades decorrentes do uso de crack, álcool e outras drogas, em sua área territorial, em regime de tratamento intensivo, semi-intensivo, e não intensivo. É composto por uma equipe multiprofissional que conta com médico, enfermeiro, técnico de enfermagem, psicólogo, assistente social, educador social, entre outros. Realiza ações de assistência individual e em grupos, que incluem oficinas terapêuticas, grupos de apoio aos pacientes e aos familiares.

As ações de prevenção, tratamento, acolhimento, recuperação, reinserção social, apoio social dos dependentes de tabaco e seus derivados, álcool e outras drogas, devem ser ofertadas aos pacientes e, inclusive, aos seus familiares, respeitando as especificidades de diferentes grupos. Portanto, é importante que sejam realizadas com a associação articulada e cooperada da sociedade civil e do governo, por meio do desenvolvimento e implementação de diversas modalidades de projetos, de atividade para os usuários e familiares, da assistência, do cuidado e das capacitações realizadas pelos profissionais de saúde que atuam no CAPS AD.

A enfermagem deve buscar ações de inclusão social tanto para o usuário quanto para sua família, visto que a família constitui um papel fundamental no tratamento prestado as pessoas em uso de álcool e outras drogas. Entre essas ações estão os grupos terapêuticos para os familiares, que tem por finalidade maior participação destes no processo de tratamento do paciente. A consulta de enfermagem individual é também uma forma de aproximação da família, sendo ela no acolhimento, na procura do familiar espontaneamente ou na visita domiciliar.

Considerando a importância dos atendimentos realizados pelo CAPS AD, aos usuários e familiares, e por esta última ser um dos pilares fundamentais para a adesão ao tratamento, realizou-se este estudo com o objetivo de compreender qual a percepção das famílias em relação ao atendimento recebido pelos profissionais de saúde que atuam no Centro de atenção Psicossocial Álcool e Drogas.

Compartilhar
[3] [4]