- Biblioteca Virtual de Enfermagem – Cofen - http://biblioteca.cofen.gov.br -

Competências e Barreiras Para Prática Baseada em Evidências na Enfermagem

A Prática Baseada em Evidências [1] (PBE) pode ser definida como uma abordagem de solução de problema para prestar o cuidado em saúde que integra a melhor evidência oriunda de estudos bem delineados e dados do cuidado, e combina com as preferências e valores do paciente e a expertise do profissional de saúde A implementação desta abordagem na prática clínica é um processo que inclui sete etapas.

Competências e Barreiras Para Prática Baseada em Evidências na Enfermagem

Competências e Barreiras Para Prática Baseada em Evidências na Enfermagem.

Em estudo bibliométrico sobre PBE em periódicos de enfermagem brasileiros, os resultados evidenciaram aumento da produção relativa a essa abordagem a partir de 2009. Entretanto, existe um paradoxo em âmbito nacional. Apesar do aumento do volume de pesquisas, devido principalmente a expansão da pós-graduação na área de Enfermagem, não se observou impacto significativo na prática hospitalar, ainda centrada no desenvolvimento de tarefas, por concepção tradicional ou por subcultura médica do cuidar.

Enfermagem Baseada em Evidências

Para o presente estudo, a definição de competência consiste na articulação entre os conceitos de Conhecimento, Atitudes e Práticas (CAP), sendo o “conhecimento” o domínio cognitivo e da compreensão; “atitudes”, o domínio afetivo correspondente a internalização de valores; a “prática” entende-se como o domínio das habilidades, do manuseio e criação, e barreiras, os aspectos limitantes para a ação. Outrossim, é compreensão de competências e barreiras para PBE proposta pelo Academic Center of Evidence-based Practice da Universidade do Texas (EUA), apresentada como medição de habilidades específicas para o desempenho desta ação, a qual embasa-se na identificação e análise crítica de publicações relevantes, com intuito de transformar esse conhecimento produzido, através das pesquisas ou a condução de pesquisa específica, em uma informação segura para a tomada de decisão dos enfermeiros.

A compreensão dos Conhecimentos, Atitudes e Práticas, desempenhada pelos enfermeiros no exercício da PBE e as barreiras que enfrentam, é essencial para viabilizar a implementação efetiva desta abordagem nos cenários assistenciais. De forma que o reconhecimento das competências e barreiras mais usuais entre os enfermeiros torna-se estratégico para o fortalecimento da PBE no contexto hospitalar. No cenário hospitalar, os esforços para facilitar a implementação da PBE buscam reduzir a complexidade dos desafios para a transferência de evidências científicas para a prática clínica. Com o propósito de auxiliar na tomada de decisão de qual modelo ou estratégia seja mais apropriada neste cenário, que seja melhor para o profissional, para a instituição e que acarrete potencial maior na resolução das demandas clínicas é essencial reconhecer a competência CAP e as barreiras que os enfermeiros da beira do leito enfrentam em seu cotidiano.

Compartilhar
[2] [3]