- Biblioteca Virtual de Enfermagem – Cofen - http://biblioteca.cofen.gov.br -

Boas Práticas na Administração de Medicamentos Endovenosos

Sabe-se que a infecção de corrente sanguínea (ICS [1]) pode agregar complicações à doença de base do paciente prolongando o período de hospitalização e propiciando maior risco à sua saúde, além de elevar os custos da assistência. Esta é a infecção associada a cuidados em saúde de maior potencial preventivo, sendo que cerca de 70% dos casos poderiam ser prevenidos com adoção de medidas adequadas, como adesão aos bundles de boas práticas propostas pelo Institute of Healthcare Improvement (IHI) e às recomendações da Agência Nacional de Vigilância a Saúde (ANVISA [2]).

Boas Práticas na Administração de Medicamentos Endovenosos

Boas Práticas na Administração de Medicamentos Endovenosos. Foto: Divulgação

A ICS pode estar associada à infusão de soluções contaminadas durante o processo de medicação endovenosas (EV), ou ainda instalação e manuseio de cateter, atividades essas muito frequentes no cotidiano da equipe de enfermagem. Em vista disso foram elaboradas recomendações muito precisas para prevenção de infecções durante todo esse processo.

Administração de Medicamentos Endovenosos

Particularmente as ICS associadas ao cateter venoso periférico (CVP) necessitam ser melhor investigadas uma vez que a incidência de bacteremias secundárias é comum nessa situação, além do uso do deste dispositivo ser numericamente superior ao cateter central.

Nota-se que sempre que novas recomendações são elaboradas nem sempre alcançam a prática de modo oportuno, sendo muitas vezes implementada de forma heterogênea até em um mesmo serviço.

De modo geral, essas evidências científicas são transpostas ao cotidiano dos serviços de saúde por meio dos Procedimentos Operacionais Padrão (POP) que são documentos institucionais contendo instruções detalhadas de como realizar um determinado procedimento naquele serviço. A implementação do POP, na prática, requer disponibilidade de recursos institucionais de diferentes naturezas e não apenas a sua institucionalização. É necessário que sejam feitas adequações em termos de insumos disponíveis, que esses documentos sejam amplamente divulgados e os profissionais qualificados para a aplicação dessas melhores evidências científicas no contexto da prática.

Diante do exposto, este estudo visa analisar a operacionalização das boas práticas de controle e prevenção de ICS durante o preparo e administração de medicamentos em CVP, realizados pela equipe de enfermagem. Acredita-se que dessa forma se possa avaliar o alinhamento entre o conteúdo dos POP e as práticas assistenciais.

Compartilhar
[3] [4]