03/07/2019

Bate-papo com Enfermeiras do Canadá

Entrevista que discute sobre temas de interesse para profissionais de Enfermagem com interesse em trabalhar no Canadá.

O Canadá está entre muitos países desenvolvidos enfrentando uma escassez de enfermeiros. Empregos para enfermeiros compõem mais de 1% de todos os postos no Canadá, mas não é o suficiente, o que fez abrir a oportunidade para brasileiros que anseiam começar vida nova em um país desenvolvido e com excelente qualidade de vida, como, por exemplo, o Canadá.

Por isso, muita atenção profissionais de Enfermagem, pois a sua especialidade é uma das mais requisitadas no Canadá.

Leia Mais:

Carreira de Enfermagem no Canadá

Entrevista feita pelo Coren-SP sem fronteiras com Maria Cecília Galini, professora e doutora que leciona no Canadá e Cristine La Liberte, presidente enfermeira de prática avançada em Enfermagem. Na entrevista é discutido sobre as diferenças marcantes entre o ensino e a prática de Enfermagem entre Brasil e Canadá.

O profissional de enfermagem é muito bem remunerado, sendo que o cargo de “Head Nurse” (chefe de Enfermagem) ganha em média 79 mil Dólares canadenses por ano.

Enquanto no cargo regular de enfermeiro(a) registra salário anual de 72 mil dólares canadenses por ano, com um crescimento salarial de 14,5% nos últimos 5 anos, em um país cuja inflação anual está em 2%.

No Canadá o ofício de enfermagem é regulamentado em todo o país e o registro pela faculdade de enfermagem ou associação da província é exigido, o que significa que, uma vez que for aprovado para aplicação do visto de trabalho, deverá validar seu diploma segundo as regras e exigências canadenses.

Mas o esforço valerá a pena e as chances são mais do que promissoras de conquistar uma posição no Canadá na área de Enfermagem. Segundo estimativa projetada pelo Job Bank, a previsão é que a demanda seja de 156.576 ofertas de emprego para 110 candidatos, no período entre os anos de 2013 e 2022 e que essa escassez deve permanecer nos anos seguintes, ou seja, para quem ainda não se formou no curso de enfermagem, ora, para quem ainda nem terminou o ensino médio por aqui, graças ao cenário positivo para os próximos anos.

Fonte: [1]




    revista_enfermagem
    munean
    anais_cbcenf