- Biblioteca Virtual de Enfermagem – Cofen - http://biblioteca.cofen.gov.br -

Adesão de Mulheres e Acompanhantes Participantes de Um Grupo de Gestantes e Casais Grávidos

A assistência pré-natal [1] ofertada à gestante tem influência direta no nascimento de um recém-nascido saudável e na recuperação plena da mulher. Quando o pré-natal é bem acompanhado, e com realização de atividades educativas, o risco de desfecho como baixo peso ao nascer e prematuridade é bem reduzido, a saúde materna é assegurada e a vivência da maternidade é mais tranquila.

Adesão de Mulheres e Acompanhantes Participantes de Um Grupo de Gestantes e Casais Grávidos

Adesão de Mulheres e Acompanhantes Participantes de Um Grupo de Gestantes e Casais Grávidos. Foto: Divulgação.

A participação em grupos educativos, sobretudo no Grupo de Gestantes e ou Casais Grávidos gera benefícios aos envolvidos no processo de nascimento. As trocas de experiências, o conhecimento adquirido e a possibilidade de expressar medos, quebrar tabus, sanar dúvidas e superar dificuldades geram repercussões positivas no parto e puerpério. Os serviços de saúde e seus profissionais têm como premissa acolher a mulher com dignidade e humanização, considerando-a sujeito atuante e singular, base do processo de cuidar, de modo a possibilitar o estabelecimento de vínculos solidários e responsáveis, respeitando os direitos como usuária. Ações educativas possibilitam o empoderamento da mulher e a saúde integral dela e de seu filho, qualificam e humanizam a atenção pré-natal e puerperal.

Desenvolver atividades educativas coletivas de promoção à saúde, como o grupo de gestantes, fortalecem a importância do acompanhamento e da adesão ao pré-natal [2], além de auxiliar na compreensão do processo gestacional, parto, pós-parto e cuidados com o recém-nascido, propiciando um pré-natal mais completo e humanizado. Atualmente, devido a diversos fatores, as consultas de pré-natal tornaram-se mais rápidas e tecnicistas, cada vez mais fragmentadas e sem abranger o conhecimento prévio da gestante, desconsiderando suas necessidades específicas e tornando o acompanhamento e assistência à mulher incompletos.

Grupos de gestantes

Para preencher essa lacuna, os grupos de gestantes são recursos valiosos às gestantes e suas famílias, sendo este um espaço de socialização, troca de conhecimentos e compartilhamento de sentimentos e experiências, formando uma nova rede de apoio a esta família, e gerando um sentimento de pertencimento, estimulando a autonomia da mulher e seu empoderamento na tomada de decisões.

O grupo de gestantes e casais grávidos, fundado em 1996 é uma atividade educativa, gratuita e interdisciplinar que fortalece a vivência do ciclo gravídico e puerperal envolvendo os aspectos psicológicos, emocionais e socioculturais, agregando conhecimentos e fortalecendo o processo de tomada de decisão ancorado em evidências. Em sua dinâmica de atividades se estrutura em metodologias e temáticas que favorecem a educação em saúde de acordo com as necessidades da comunidade. Por essa ser uma experiência consolidada, abordar a temática da adesão das
mulheres no grupo trará resultados que podem auxiliar a equipe de saúde a buscar estratégias que estimulem e facilitem ainda mais a participação de gestantes e acompanhantes nas atividades propostas.

Neste contexto, a pesquisa torna-se relevante tendo em vista a lacuna na produção de conhecimentos referente a temática, a dificuldade de criação e manutenção dos grupos, bem como, a importância de se mapear os fatores que podem interferir na participação de mulheres e seus acompanhantes.

Assim, este estudo objetiva conhecer os fatores que interferem na adesão de gestantes, puérperas e seus acompanhantes em um grupo de gestantes e casais grávidos e identificar estratégias que possam incentivar a participação no grupo.

Compartilhar
[3] [4]